Sem título.jpg

Copa do Mundo FIFA - 2014


Impacto Econômico para Copa do Mundo Brasil FIFA 2014™ em Brasília (1ª Estimativa/2013 - MTur)


• Público estimado: 608.984 turistas (66,5% brasileiros e 33,5% estrangeiros)
• Gastos estrangeiros: R$ 751.721.258,65 reais
• Gastos brasileiros: R$ 554.268.298,32 reais
Total: R$ 1 bilhão e 305 milhões 989 mil 556 reais e 97 centavos na economia do DF.
Considerando apenas o gasto médio/dia dos turistas internacionais na Copa Confederações (R$ 846,22), a expectativa de permanência na cidade (4,3 noites) e o número de estrangeiros estimados (206.588). Turistas brasileiros: Considerando o gasto médio/dia dos turistas nacionais na Copa Confederações (R$ 688,71), a expectativa de permanência na cidade (duas noites) e o número de estrangeiros estimados (402.396).
Devemos ainda considerar o gasto médio dos habitantes da cidade-sede. Na Copa Confederações este gasto foi de R$ 276,48/dia.

 

Impacto Econômico para Copa do Mundo Brasil FIFA 2014™ em Brasília (2ª Estimativa/2014 - MTur)

• Público estimado: 490 mil turistas (84% brasileiros – 411.319 e 16% estrangeiros – 79.610)
• Gastos Total: R$ 887 milhões na economia do DF.
Devemos ainda considerar o gasto médio dos habitantes da cidade-sede. Na Copa Confederações este gasto foi de R$ 276,48/dia. 


 

Copa das Confederações - 2013


Projeção de Impacto Econômico para Abertura da Copa Confederações 2013 – Jogo Brasil x Japão
  • Brasília recebeu 11.521 turistas internacionais
  • Impacto estimado de R$ 70 milhões de acordo com dados da CODEPLAN
  • Aumento de 10% do faturamento do comércio e dos serviços vinculados ao evento durante a semana de 10 a 16 de junho.

A análise da Codeplan é baseada em 3 variáveis: comércio e serviços participam juntos com 1/5 do PIB regional; o impacto do início do torneio esportivo na economia local ocorreu principalmente seis dias antes do jogo e um após; e a projeção dos comerciantes para um pico de 10% na semana o jogo. Estes dados não incluem os gastos das seleções e delegações da Copa das Confederações, que segundo a FIFA, inseriram mais de R$ 70 milhões no país neste evento.

Dados do Ministério do Turismo sobre Brasília durante a Copa Confederações apontam:

Cidade com maior gasto per capita por dia: R$ 846,22

  • Média de permanência dos visitantes: 4,3 noites
  • A Federação do Comércio do DF aponta que os hotéis registraram alta de 70% com 95% de taxa de ocupação
  • O gasto médio dos estrangeiros no Brasil per capto/dia: R$ 253,99
  • O gasto médio dos estrangeiros no Brasil toda estadia: R$ 3.986,68

Observamos que os turistas que tiveram um envolvimento profissional com a Copa das Confederações (membros da imprensa, delegações, organizadores do evento, etc.) tiveram um gasto 20% superior ao do público classificado como espectador.

Os serviços de táxis (88,3%), segurança pública (78,3%), transporte público (72,8%), limpeza pública (71,9%) e sinalização turística (70,2%) são avaliados de forma positiva pela maior parte do público da Copa das Confederações.

A Copa das Confederações foi aprovada pela maior parte dos turistas internacionais entrevistados. O conforto no estádio e o estádio de modo geral foram avaliados positivamente por quase a totalidade do público, mais de 95%.


 


brasao-gdf.png
Secretaria de Estado do Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal
IC589272.png Fazer login 
SDC Eixo Monumental - Lote 05 Centro de Convenções Ulysses Guimarães - Ala Sul 1º Andar
Brasília - DF CEP: 70070-350
Telefone (61) 3214-2736/2797
E-mail observatorio@setur.df.gov.br

2017 Governo do Distrito Federal